quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Adriano Nunes: "Mais-valia" - Para a minha mãe

"Mais-valia" - Para a minha mãe



Muita calma, 

Nessa hora, 
Toda a calma.

Essa vida em 
Volta, a vida
Tudo envolve

E devora.

Alguns vêm 

Com sorrisos
De sol, outros 
Seguirão, 
À socapa,
Em silêncio,
Dada a hora.


Eis o som

Do existir,
Longe, aqui,
A ecoar,
Além, lá 
Fora: a vida
Que se prova.

Sem esp'ranças,
Uns vêm com 

Os olhares
De sal, outros 
Vão, sem mágica,
- Quem os sabe? -
Dão-se ao agora,

Na ilusão

Muito imergem,
Sem um trauma,
Cantam mundos,
Cantam medos,
Cantam mágoas,
Dão-se à obra.

Alguns poucos

Vêm com beijos 
De céu, outros 
Partem feito
Uma máquina 

Sem conserto,
- Quem os nota? -



Muita calma,
Nessa hora,
Toda a calma.

Hiperquântica
Roda-viva,
A vida não 
É tão nova.




Um comentário:

Karine Tavares disse...

Gostei muito do blog. Parabéns!
Vem conhecer o meu:

leiakarine.blogspot.com