domingo, 17 de fevereiro de 2013

Adriano Nunes: "Tempo" - Para a minha mãe

"Tempo" - Para a minha mãe 


Um cabelo. 
Um cabelo entre tantos.
Um cabelo de cor diferente.
Um cabelo revolto, rebelde, que marca
Em mim muito.

Um cabelo
Branco, agora, visto ao espelho.
Um pelo intruso, antes ausente.
Um cabelo anárquico, antípoda, que data
Em mim tudo:

Sustos
Somas
Sumos
Sonhos
Surtos.

Um comentário:

Carlos Souza disse...

Esses versos muito encantam.

Abraços.