terça-feira, 24 de agosto de 2010

ADRIANO NUNES/TIAGO TORRES DA SILVA: "momento zero"

"momento zero " - Tiago Torres da Silva/Adriano Nunes.



quando?
a qualquer instante sangrante

do
próximo milésimo de se-
gun-
do.
o próximo se-
gun-
do

é o menor infinito que há
no mun-

do.
o mundo

de
um segundo

não
cabe no eu
mais

profun-
do.
o eu

mais
pro-
fun-
do não

cabe no
maior infinito.
o que há

entre tudo
isto é
que é,
no fun-
do,

bonito!








6 comentários:

Nobile José disse...

tenho te lido no blog do cícero e tenho visitado seu blog. mto bom.
um texto meu do século passado(de 99):

nada
que
surgirá
depois de
nós
será
tão forte
quanto os nós
que amarramos
quando estamos
a sós.

Mirze Souza disse...

Lindo, Adriano!

O momento zero, a qualquer instante mais um milésimo de segundo.

Para muitos, o maior e mais profundo infinito.

BRILHANTE!

Bravo, poeta!

Mirze

ADRIANO NUNES disse...

Mirze,


Que bom que você gostou! A comósição desse poema foi muito engraçada. Eu e o letrista português Tiago(ser lindo e maravilhoso! - blog: http://cancoesdotiago.blogspot.com)
em um bate-papo, compondo frases ao acaso... (mas, obviamente, com um certo ar crítico e racional). Era um diálogo onde íamos marcar para compormos um poema/canção juntos. Peguei as frases e arquitetei o poema. Vi que tu/do/se/faria/no/se/gun/do/... que viria !


Abração,
Adriano Nunes.

ADRIANO NUNES disse...

Nobile,


Obrigado pela visita! Sinto-me muito feliz!Adorei o poema.


Abração,
Adriano Nunes.

Ana Tapadas disse...

Só agora voltei e pude ler a tua excelente entrevista! Está ...como te imagino!
És um grande poeta.
Bj

ADRIANO NUNES disse...

Ana, amada amiga,


Estava sentindo a sua falta! Obrigado!


grande abraço,
Adriano Nunes.