sábado, 21 de agosto de 2010

Adriano Nunes: "Transe"

"Transe"

Trans
Tornado
Trans
Formado
Trans
Fixado
Trans
Atlântico

Em trânsito...

Por dentro
Do ópio
Do âmago.





2 comentários:

Mirze Souza disse...

Adriano!

É dentro do âmago, onde o poema nasce, que existe o transe.

Belo demais!

Um abraço!

Mirze

ADRIANO NUNES disse...

Cara Mirze,


Que bom que você gostou desse poema! Adoro as suas leituras sobre os meus poemas! Grato!



P.s.: Fiz um poema para você. Publico-o mais tarde. Beijos,


Adriano Nunes.