quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Adriano Nunes: "Consciência" - Para Péricles Cavalcanti

"Consciência" - Para Péricles Cavalcanti


Eu apenas pensando, ponderando, sopesando o poema-pirâmide
Eu apenas pensando, ponderando, sopesando o poema
Eu apenas pensando, ponderando, sopesando o
Eu apenas pensando, ponderando, sopesando
Eu apenas pensando, ponderando
Eu apenas pensando
Eu apenas
Eu

Eu?

Eu
Eu apenas
Eu apenas pensando
Eu apenas pensando, ponderando
Eu apenas pensando, ponderando, sopesando
Eu apenas pensando, ponderando, sopesando o
Eu apenas pensando, ponderando, sopesando o poema
Eu apenas pensando, ponderando, sopesando o poema-pirâmide

4 comentários:

Mirze Souza disse...

Adriano!

Esta pirâmide fantástica, ficará nos meus poemas preferidos.

A interrogação do EU no meio da pirâmide foi um show à parte!

Muito BOM!

Abraços

Mirze

ADRIANO NUNES disse...

Caríssima Mirze,

Obrigado! Uma coisa interessante nesse poema e que um amigo meu, o Carlinhos, percebeu é que a pirâmide se forma no vazio entre as duas pirâmides.


Grande abraço,
Adriano Nunes.

ADRIANO NUNES disse...

Mirze,



o EU então ficaria no topo da pirâmide projetada. No topo, eu? Porque o "eu" é o cérebro e o cérebro fica na extremidade superior.


beijos,
Adriano Nunes.

Mirze Souza disse...

Entendi o "EU" no meio, como que se de repente o criador se surpreendesse.

No meio da pirâmide tinha um "EU". EU?

Repito: fantástico!

Beijos

Mirze