sexta-feira, 18 de junho de 2010

Adriano Nunes: "Valsa para esta noite"

"Valsa para esta noite"



Pela sala, a
Vida voa,
Pede passa-
Gem e mira:

É vertigem!
Vinga a valsa,
Pés em dança,
Vem e vai,

Movimento
Repetido,
Passo nítido,
Olho no

Olho, atento
O poema
Vibra. São
As batidas

Tensas do
Coração,
As saudades,
As lembranças...

Pela casa, a
Valsa voa,
Cede passa-
Gem e mira:

É quimera!
Feito mágica,
Vinga a vida -
Olho, dança

E revira-
Voltas, todas
As imagens
Desse tempo

Refletido -
Vem e vai.
Mãos em mãos,
Coração

Acelera-
Do, poema
Atento, olho
Para os lados...




Que silêncio!







2 comentários:

betina moraes disse...

baile de palavras vertidas e vestidas para o poema!


as construções que você faz sempre me cativam imensamente como leitora.

parabéns por mais um belo verso.

PS: o blog ficou bonito no novo modelo.

um beijo, adriano.

ADRIANO NUNES disse...

Amada Betina,


Estou tão feliz com as suas palavras que fico sem saber mesmo o que dizer... Muito obrigado!


Abraço imenso!
Adriano Nunes.