quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Adriano Nunes: "Puerto Viejo"

"Puerto Viejo"


Mi incierto y dulce cielo,
Cuerpo luciente alado,
En memoria grabado,
Glorioso, grande y bello.

Nuevo horizonte, Puerto
Viejo, otro amor rendido.
Mi corazón, un ruido,
Al desengaño, muerto.

Silencio, cuasi un nudo
- Piedra, planta, persona -
Que tu peso corona
Con mi gemido mudo.






Porto Velho/Rondônia 30 de setembro de 2009.
Adriano Nunes.





Um comentário:

Bipede Implume disse...

Que surpresa, meu amigo.
Mas poesia é sempre poesia mesmo numa língua diferente.
Mais um talento que desconhecia.
Bom fim de semana com muita amizade.
Beijinhos.
Isabel