sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

ADRIANO NUNES: "UM POEMA" - Para Isabel Santos.

UM POEMA (Para Isabel Santos)




Um poema muito pode
Do impossível ao possível,
Do improvável ao provável,
Do impensável ao pensável.
Quase sempre imprevisível,
É sem vidas, é sem morte.
Um poema não tem tempo.


Um poema é sem lugar.
Vem do vento, vem das nuvens,
Vem da poeira da estrada,
Vem de tudo, vem de nada,
Não se sabe como vem,
Move-se, só, sem parar.
Brilha fora, grita adentro.







3 comentários:

romério rômulo disse...

adriano:
o trabalho vai bem.
um abraço.
romério

Isabel Santos disse...

Obrigada amigo... gostei muito do poema...

saudades, sucesso...

um grande beijo,

Isabel Santos.

ADRIANO NUNES disse...

Meus amigos Romério e Isabel,


Obrigado pelas palavras!



Abraço forte!
Adriano Nunes.