sexta-feira, 30 de março de 2012

Adriano Nunes: "Pedra Bonita"

"Pedra Bonita" - Para Antonio Cicero



Por tudo, meu bem,
Às vezes, dá aquela vontade
De saltar
De asa delta
Sobre o imenso mar,
Esquecer os muros.

Do alto,
A Gávea e o Corcovado
Observar, o âmago do infinito,
Libertar-me,
Pôr-me em apuros,
Tornar-me parte do ar.

Por isso, ninguém
Venha-me falar que sabe
Sobre o amor
Alguma verdade,
Seus liames obscuros.
Vou-me lançar...


Um comentário:

Mirze Souza disse...

DEVE SER MUITO BOM!

Beijos, poeta!

Mirze