domingo, 23 de março de 2014

Adriano Nunes: "De ser mais que ideia e carne"

"De ser mais que ideia e carne"



O medo me fez menor
Diversas vezes. Mas isso
É mais um segredo que
A estes versos entrego,

O tempo preso às laringes
De grafite. Quantos sonhos
Largados no breu do quarto!
Quanta alegria contida!

Era o amor, a rua, o mundo
Em redor. Tudo profundo
E tão distante do alcance
Do meu tonto coração! 

Avanço à janela. A aurora,
À mostra, molda a vontade
De ser mais que ideia e carne.
Que angústia que me invade!

Um comentário:

bosquejospoesia disse...

Muito bom Adriano Nunes!!!
Susana