quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Adriano Nunes: "Ars Poetica"

"Ars Poetica


O pêndulo
Do pensamento
Apenas pesa o 

Poema.

Ó, que prazer
É não poder

Em mim prever
As consequências!

4 comentários:

Mirze Souza disse...

MUITO BOM!

Gostaria de não ter consciência.

Ou que ela sumisse de vez em quando, para que eu respirasse. Mas conforme no seu poema, ela pesa e se exibe como mestra.

Aplausos!

Um abraço!

Mirze

Zélia Guardiano disse...

Show, Adriano!
Belo poema!!!
Gosto muito da idéia de oscilação...
Uma vez escrevi assim:

E este
Pêndulo
Que não pára
De pendulear
Fazendo
Perdurar
Minha dúvida...

Pára, pêndulo!

Grande abraço

Lara Amaral disse...

Bem feito e bem medido, poeta, na balança da poesia, claro.

Beijos.

Marcio Nicolau disse...

Palavras bem pensadas, pesadas, leves. Levo comigo.