sábado, 16 de janeiro de 2010

ADRIANO NUNES: "Haiti"

"Haiti"




Terremoto.
A garganta
Da tragédia
Tudo engole.
Deus existe

De propósito.
Muita dor.
Muito medo.
Muitos mortos
Sem escala.

Sangue, lágrima,
Caos, concreto.

Depois passa...
Pelo Inmetro
Lá do céu.





2 comentários:

Ana Tapadas disse...

Difícil, mas belo.
bj

betina moraes disse...

adriano,

não tinha lido este...

há uma possibilidade de que seja assim,



eu, terrena, rezo. embora saiba ser por hereditariedade, por ter visto a mãe de minha mãe rezar, vou acreditando por instinto que exsita mesmo um lugar.

tomara que haja mesmo o céu e que os que sofrem por condição, - tristeza, abandono, solidão, cor de pele, exploração, etc - , entrem carregados por anjos que lhes pedirão perdão!

seu poema me lembrou que algumas pessoas atribuiram o que houve no haiti a um castigo divino por causa da religião que eles seguem. eu só fiquei esperando alguém dizer bem feito para me horrorizar definitivamente com a falta total de humanidade.

embora isso tenha acontecido de forma velada...


também vi que poucas pessoas escreveram em seus blogs sobre o haiti.

seu poema me fez pensar em outras coisas.

gostei muito.

um beijo.