sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

ADRIANO NUNES: "Entre tudo e nada" - Para a minha amada mãe.

"Entre tudo e nada" - Para a minha amada mãe.



Outra madrugada
Voraz. Minha vida
Vaga desvalida
Entre tudo e nada.

O meu coração
Nunca me perdoa:
Sou essa pessoa
Sem consolação!






Um comentário:

Nydia Bonetti disse...

Comovente, Adriano. Gostei imensamente deste poema.

abraços.