terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Adriano Nunes: "Solidão" - Para Péricles Cavalcanti.

"Solidão" - Para Péricles Cavalcanti

Renasce o poema.

Tudo é solúvel.
Tudo é solene.
Tudo é sofrível.
Tudo é sortido.
Tudo é sonante.
Tudo é soberbo.
Tudo é sorvido.
Tudo é somado.
Tudo é soturno.
Tudo é sonhado.

O poeta é só.




4 comentários:

Ana Tapadas disse...

Grande verdade no poema!
Sê feliz em 2009!

Bipede Implume disse...

Feliz 2009.
Tudo de bom neste novo ano.
Abraço.

loira mexicana disse...

Gostei muito do seu espaço que esbarrei por acaso!
Bjs

ADRIANO NUNES disse...

Caras amigas,

Ana, Isabel (do Bipede Implume)e Loira Mexicana,

Obrigado! Feliz ano novo! Paz e luz!

Adriano Nunes.