terça-feira, 22 de dezembro de 2009

ADRIANO NUNES: "Nessas horas fugazes"

"Nessas horas fugazes"




Meu tempo: O momento
Agora. Não me aguento
Nessas horas fugazes.
Como fazer as pazes
Comigo, enquanto só,
Do instante, resta o pó?





8 comentários:

romério rômulo disse...

adriano:
te deixo um grande abraço.
romério

Vieira Calado disse...

Olá, amigo!

Desejo-lhe um

muito

FELIZ NATAL.

Um abraço.

Lou Vilela disse...

Adriano,

Belo poema, meu caro!

Um grande abraço e Feliz Natal!

Héber Sales disse...

Obrigado, meu caro!
Feliz natal e bom ano novo.
Abraços,
Héber

Fernando Campos disse...

Caro Adriano,
um Feliz Natal e Bom Ano Novo

非凡 disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^

Nydia Bonetti disse...

A hora é agora e a vida é o instante... Que já passou. Que sejam então intensos os instantes.

Feliz 2010, Adriano! Beijo.

betina moraes disse...

resta o teu belo verso, por graça de um talento enorme!

que poema bem construído!

um beijo para você e meus votos de muito sucesso em 2010!