quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Henry Wadsworth Longfellow: "A fragment"

"Um fragmento" ( Tradução de Adriano Nunes )


Acorda! surge! a hora é essa!
Anjos estão batendo à porta! 
Eles não esperam, têm pressa, 
E tendo partido não voltam.

Acorda! surge! o hábil braço
Perde a força de tanta folga;
A seca terra, a infértil roça
Dá erva-daninha, no máximo. 




Henry Wadsworth Longfellow: "A fragment"



A fragment

Awake! arise! the hour is late!
Angels are knocking at the door!
They are in haste and cannot wait,
And once departed come no more.

Awake! arise! the athlete's arm
Loses its strength by too much rest;
The fallow land, the untilled farm
Produces only weeds at best.




LONGFELLOW, Henry Wadsworth. The complete Poetical Works. Kessinger Publishing, 2013, p. 359.

2 comentários:

Vieira Calado disse...

Olá, como está?
Hoje venho simplesmente desejar-lhe
Boas Festas!
Um abraço!

ADRIANO NUNES disse...

Caro poeta Vieira Calado,

muito obrigado! Que tenhas um ano repleto de paz e luz!


Abraço forte,
Adriano nunes