quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Adriano Nunes: "Aquisição fabulosa" - Para João Cabral de Melo Neto.

"Aquisição fabulosa" - Para João Cabral de Melo Neto

Lapidar o poema.
Lançá-lo limpo à língua,
Sem o peso do vácuo.
Palavra por palavra,

Sem prematura pressa.
Palavra por palavra,
Sem proezas supérfluas.
Palavra por palavra,

Sem pretensões precárias.
Para depois de pronto,

Aos deuses, devolvê-lo,
Sem o peso do véu.

sábado, 1 de novembro de 2008

Adriano Nunes: "Soneto IV" - Para Péricles Cavalcanti.

"Soneto IV" - Para Péricles Cavalcanti


O pensamento
Pesa o poema.
Por que supõe
Ser assim leve

Como uma pena?
Por que sequer
Nada pondera
Ou principia?

O pensamento
É memso cego.
Por que não vê

Que só o poema
Tudo suporta,
Tudo sustenta?